sábado, julho 05, 2008

Simplesmente




eu tb..........
para sempre.......
eternamente..............

12 comentários:

Anónimo disse...

fantastica a sua escrita
participe tb em www.luso-poemas.net

Bichinho disse...

Que bom é o amor, que bom é amar. Beijo fantasma.

O Sussurrar do Corpo disse...

Amar...Amar...beijo sussurrado.

O Sussurrar do Corpo disse...

Amar...Amar...beijo sussurrado.

Miguel Ferreira disse...

A expressão do amor... AMO-TE!

Parabens, quem vive tamanho sentimento jamais se habituará a outros mais pequenos!

TB disse...

A simplicidade dum sentimento de sonho :). Poucos são os que o reconhecem, menos ainda os que o vivem plenamente...

Que te seja eterno, não pela quantidade de tempo mas pela intemporalidade...

Beijo minha querida!*

O Profeta disse...

Amar é voar no tempo...


Doce beijo

littledragonblue disse...

Palavras para quê, quando o sentimento fala mais alto...
Um beijinho meu

TB disse...

Elizabeth Akers Allen

At Last

At last, when all the summer shine
That warmed life's early hours is past,
Your loving fingers seek for mine
And hold them close—at last—at last!
Not oft the robin comes to build
Its nest upon the leafless bough
By autumn robbed, by winter chilled,—
But you, dear heart, you love me now.

Though there are shadows on my brow
And furrows on my cheek, in truth,—
The marks where Time's remorseless plough
Broke up the blooming sward of Youth,—
Though fled is every girlish grace
Might win or hold a lover's vow,
Despite my sad and faded face,
And darkened heart, you love me now!

I count no more my wasted tears;
They left no echo of their fall;
I mourn no more my lonesome years;
This blessed hour atones for all.
I fear not all that Time or Fate
May bring to burden heart or brow,—
Strong in the love that came so late,
Our souls shall keep it always now!

(Amo este poema! É fantástico!)

Fernanda disse...

O Amor...
é assim...


Um fim de semana de amor
Bjs

Daniel Aladiah disse...

Querida Karla
Palavras para quê? São dois românticos portugueses... :)
Um beijo
Daniel

Lurdes disse...

E a simplicidade é sempre amiga.

Beijinhos